Terça, 16 Janeiro 2018 | Login
Prefeito Rogério Lins busca recursos federais para obras em Osasco

Prefeito Rogério Lins busca recursos federais para obras em Osasco Featured

 

Com o objetivo de articular o envio de recursos para obras na cidade de Osasco, o prefeito Rogério Lins esteve nesta terça-feira, 28/11, no Ministério das Cidades, em Brasília.

De acordo com Lins, os recursos federais serão utilizados na execução de diversas ações extremamente importantes na cidade, que beneficiarão várias áreas com obras de infraestrutura, como canalização de rios e córregos. São obras públicas que vão combater as enchentes devido à proximidade das chuvas de verão.

Além disso, o prefeito de Osasco reivindicou também recursos para recapeamento asfáltico. Além dos recursos federais, a Prefeitura também utilizará investimentos próprios para as obras de recapeamento em vários bairros da cidade.

“Estamos buscando toda ajuda possível para retomar as obras paralisadas, avançar no combate às enchentes e realizar obras de infraestrutura que farão a diferença na nossa cidade”, afirmou o prefeito Rogério Lins. (Secom/PMO)

000

About Author

Related items

  • Osasco está fora da área de risco de contaminação por febre amarela, diz secretário de Saúde

     

    Porém, mesmo sem casos regisratos, Prefeitura amplia número de unidades para vacinação
    Na tarde desta segunda-feira, 15/01, o secretário de Saúde de Osasco, José Carlos Vido, reuniu a imprensa para falar sobre a questão da febre amarela no município. Ele garantiu que a cidade de Osasco está fora da área de risco de contaminação da doença. Mesmo assim, por meio da Secretaria de Saúde, a Prefeitura resolveu ampliar o número de unidades da rede municipal de saúde para aplicar a vacina. Conforme explicou o secretário, há critérios para essa primeira fase de vacinação, voltada preferencialmente para pessoas que frequentaram áreas de risco ou que vão viajar para o exterior.
     
    Durante a coletiva, Vido explicou que, por determinação do prefeito Rogério Lins, a Secretaria montou uma nova etapa de vacinação nas zonas Norte e Sul da cidade. Essa nova etava será iniciada na quarta-feira, 17/01, das 7h30 às 16h. A vacinação será realizada de forma integrada pelas policlínicas Norte e Sul e também por unidades básicas de saúde localizadas nos dois extremos da cidade.
    Segundo o secretário, até o momento Osasco não registra nenhum caso de febre amarela. Existe apenas suspeita de um caso importado da doença. Trata-se de um rapaz que esteve em Mairiporã, nas festas do final de ano, e onde, possivelmente, ele teria sido contaminado. No entanto, o laudo oficial será realizado pelo Instituto Adolpho Lutz e concluído no prazo de 10 dias.
    Vido afirmou ainda que a Secretaria de Saúde possui um estoque de 25 mil doses da vacina e a Secretaria de Saúde já efetuou o pedido de mais 70 mil doses ao governo do Estado. Osasco faz parte das cidades onde é aplicada a vacina total, que imuniza a pessoa para o resto da vida. O Ministério da Saúde, no entanto, estuda o fracionamento da vacina para atender um número maior de pessoas. Se tomar a vacina fracionada, a pessoa terá que tomar novas doses posteriormente.
     
    Notícias de Paz conversou com José Carlos Vido. Veja aqui: https://www.facebook.com/orenatoferreira/posts/1585730111517223?pnref=story
    Segunga etapa de vacinação de 17 a 19 de janeiro
    Das 7h30 às 16h00
    ZONA NORTE DE OSASCO
    Unidade Básica de Saúde do Portal (UBS Francisca Lima Lira)
    Rua Juscelino Kubitschek de Oliveira, 100
    Três Montanhas (UBS Dr. Adauto Ribeiro)
    Rua Serra do Roncador, 62
    ZONA SUL DE OSASCO
    Vila da Justiça (UBS Lia Buarque Macedo Gasparine)
    Avenida Clóvis Assaf, 460
    Santa Maria (UBS Santa Maria)
    Rua Eugênio Pacelli, 1013
    Policlíncas
    Zona Sul (Rua da Saudade, 100, Bela Vista)
    Zona Norte (Avenida Getúlio Vargas, 990, Piratininga)
  • Osasco: Provas para Agente de Saúde e Agente de Combate às Endemias acontecerão dia 21/1

     

    Os candidatos inscritos no Processo Seletivo para vagas de Agentes Comunitários de Saúde e Agente de Combate às Endemias devem verificar os locais e horários de provas, publicados na Imprensa Oficial na edição de 14/12. As provas, canceladas da primeira vez, foram remarcadas para o dia 21 de janeiro.

    Os candidatos devem conferir os nomes nas listas, que estão em ordem alfabética por locais de provas. São mais de 20 mil inscritos no processo, sendo 10.575 disputando as 264 vagas de Agente Comunitário de Saúde e 4.088 inscritos para as 120 vagas de Agente de Combate às Endemias.

    Serão 39 locais para realização das provas. Os candidatos também devem checar o horário das provas, já que elas serão realizadas em dois períodos: 9h e 14h.

    Os portões dos locais de provas, no período da manhã, abrirão às 8h e fecharão às 9h. No período da tarde, os portões serão abertos às 13h e fechados às 14h. Os candidatos deverão levar documento de identidade com foto (RG, Carteira de Trabalho, Certificado de Reservista, Passaporte ou Cédulas de Identidade fornecidas por órgãos ou conselhos), caneta esferográfica de tinta preta ou azul, lápis preto nº 2 e borracha macia. (SECOM)

    Disputa por vagas

    CARGO                                                      VAGAS                               INSCRITOS

    Agente Comunitário de Saúde                   264                                   10.575

    Agente de Combate às Endemias              120                                    4.088

    SERVIÇO

    Provas do Processo Seletivo

    Dia: 21 de janeiro

    Período da manhã: 8h – portões abertos

    Período da tarde: 13h – portões abertos

    Locais de provas: portal www.osasco.sp.gov.br na IMPRENSA OFICIAL – de 14/12

    Para facilitar sua busca, digite Ctrl + F e digite seu nome.

  • Osasco reajusta tarifas de ônibus municipais

    Como acontece em diversas cidades do país neste início de ano, a tarifa de ônibus em Osasco teve reajuste, que ficou abaixo da inflação

     

    A partir de segunda-feira, (08/01), as tarifas de ônibus em Osasco passarão a custar de R$ 4,35. O reajuste em Osasco será de R$ 0,15, pouco mais de 3%. Além de ser menor que o de anos anteriores, ele é percentualmente um dos menores do Estado. A Prefeitura conseguiu manter esse percentual, que está abaixo do aumento acumulado do óleo diesel e da inflação no período, segundo nota da Secretaria de Comunicação.


    O reajuste na passagem de ônibus permite manter a qualidade dos serviços e os investimentos no transporte público do município, além de viabilizar a futura integração com o Bilhete Único.

    A revisão da tarifa de ônibus é anual e acontece em todo o País. As tarifas de ônibus, trem e metrô na Capital, Campinas e outras cidades chegaram a R$ 0,20, superior ao praticado em Osasco. 


    O novo valor foi aprovado pelo Comurb (Conselho Municipal de Mobilidade Urbana) e pelas cidades que compõem o Cioeste (Barueri, Carapicuíba, Jandira, Itapevi e Santana de Parnaíba).

    Vale ressaltar ainda que esse foi o menor percentual de aumento dos últimos anos na cidade. Na gestão anterior, o aumento foi de R$ 0,40. (Fonte: SECOM)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.