Sábado, 24 Fevereiro 2018 | Login
Prefeitura de São Paulo implanta novas normas para transportes de passageiros por aplicativo

Prefeitura de São Paulo implanta novas normas para transportes de passageiros por aplicativo Featured

Novo sistema começará no dia 10 de janeiro e, segundo a Prefeitura, o principal objetivo é aumentar a segurança de usuários e condutores que utilizam e prestam esse serviço na Capital paulista

Os motoristas das empresas de transportes de passageiros por aplicativo precisarão ter o Cadastro Municipal de Condutores (Conduapp) e o Certificado de Segurança do Veículo de Aplicativo (CSVAPP) para prestar serviço na cidade de São Paulo. As novas regras entrarão em vigor a partir do próximo dia 10, após um período de seis meses de adaptação concedido às empresas do setor. O principal objetivo é melhorar a segurança dos passageiros que utilizam transporte por aplicativos e dos próprios condutores.  No início, a Prefeitura fará uma ação de orientação. A fiscalização começará após duas semanas.

Entre as novas regras, o secretário municipal de Mobilidade e Transportes, Sérgio Avelleda, destaca que os carros precisam ter idade máxima de cinco anos de fabricação. “Como nossa preocupação é com a segurança e esses veículos não estão sujeitos a vistoria anual da Prefeitura, como os táxis, essa é uma maneira de garantir seu o bom estado de conservação”, explica Avelleda. “Da mesma forma, a obrigatoriedade dos motoristas passarem por um curso de qualificação e direção defensiva também visa melhorar a segurança e a qualidade dos serviços”, completa o secretário.

Segundo ele, esse também é o objetivo da necessidade de se manter uma identificação da empresa afixada de forma visível ao passageiro. Quanto à determinação de que o veículo deve ser licenciado no município de São Paulo, Sérgio Avelleda diz que é uma exigência da fiscalização tributária “para que os tributos obtidos com os recursos na cidade sejam pagos para a receita municipal”. As novas regras estão previstas na resolução nº 16 do Comitê Municipal de Uso do Viário (CMUV), publicada em julho de 2017.

O secretário também explica que o processo não tem burocracia nenhuma e que os motoristas nem precisam ir até a Prefeitura de São Paulo. “É dentro do aplicativo que eles devem fazer seu cadastro e a empresa encaminha a documentação. O curso pode inclusive ser dado pelos próprios aplicativos. Nós autorizamos que os aplicativos homologassem suas apostilas. Não tem papel, não tem carimbo, não tem cartório. É tudo eletrônico. O motorista, dentro do aplicativo no qual ele presta serviço, entrega a documentação e esta documentação eletrônica é enviada à Prefeitura. E em dez dias úteis nós liberamos a documentação”.

As operadoras de aplicativos são as responsáveis por enviar toda a documentação de seus motoristas credenciados para o Departamento de Transportes Públicos (DTP). Desde a publicação da resolução 16 do CMUV, todas as empresas do setor já estão habilitadas a enviar os documentos. Ao receber os formulários, o DTP tem até dez dias úteis para enviar o Conduapp e o CSVAPP. Os motoristas devem procurar as empresas em que estão cadastrados. Não é necessário ir até o DTP.

Com o início da fiscalização, os motoristas que forem flagrados em descumprimento às novas regras poderão ter o veículo apreendido pelo DTP. As operadoras que não atenderem às normas estão sujeitas a sanções como multa, suspensão, e até descredenciamento permanentemente do serviço.

Obtenção do Conduapp

Para obter o Cadastro Municipal de Condutores (Conduapp), o motorista deve procurar a operadora em que está cadastrado e preencher o formulário com seus dados pessoais. O condutor também terá que realizar um curso de qualificação.

O Conduapp será revalidado a cada cinco anos. No caso de motoristas com mais de 65 anos de idade, o prazo será a cada três anos. Os motoristas que possuam Condutax (Cadastro Municipal de Condutores de Táxi) não precisarão obter o Conduapp.

Curso de qualificação

O curso de qualificação para os motoristas de aplicativos tem 16 horas – sendo 12 horas de curso à distância e quatro horas de curso presencial – nas quais são apresentados os seguintes conteúdos:

- Segurança no transporte dos usuários em geral;

- Direção defensiva;

- Respeito à circulação dos veículos de transporte coletivo;

- Atendimento às gestantes, às pessoas idosas, pessoas com deficiência ou pessoas com mobilidade reduzida;

- Higiene do veículo;

- Equipamentos obrigatórios do veículo;

- Mecânica e elétrica automotiva básica;

- Primeiros socorros;

- Geolocalização;

- Condições físicas e emocionais para conduzir

Onde realizar o curso

O curso pode ser ministrado pelas próprias empresas de aplicativos. Uma delas já obteve homologação de sua apostila para ministrar o curso a seus condutores.

Há também 25 Centros de Formação de Condutores (CFCs), que já são aptos a ministrar o curso de qualificação (veja a lista clicando aqui). Nesse caso, o motorista do aplicativo deve apresentar o certificado de aprovação do curso na operadora na qual trabalha. Será de responsabilidade das operadoras enviar ao DTP as informações dos condutores que tenham cumprido todos os requisitos.

Os condutores cadastrados que ainda não possuem o Curso de Treinamento de Condutores poderão receber do DTP um Conduapp provisório – válido por 30 dias e não renovável – desde que entreguem todos os demais documentos.

Obtenção do CSVAPP

Para obter o Certificado de Segurança do Veículo de Aplicativo (CSVAPP), o motorista precisa realizar inspeção em seu veículo. A vistoria pode ser feita na própria empresa de transporte individual de passageiros por aplicativo ou em uma oficina particular.

Para realizar a inspeção, o condutor terá que apresentar o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) do Município de São Paulo e comprovante de contratação de seguro que cubra acidentes de passageiros no valor de R$ 50 mil por passageiro.

As operadoras deverão enviar ao DTP uma declaração de que a inspeção veicular foi realizada nos veículos dos motoristas cadastrados e que os carros atendem a todos os requisitos de mecânica e elétrica automotiva, segurança veicular, além de higiene e limpeza.

Também é obrigação das operadoras manter um arquivo com o relatório de inspeção veicular, uma cópia do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) do Município de São Paulo do veículo, além de todos os formulários devidamente preenchidos de todos os motoristas cadastrados por elas para prestar o serviço. (Texto: Secretaria Especial de Comunicação)

000

About Author

Related items

  • Parabéns São Paulo pelos seus 464 anos de história!
     
    Nesta quinta-feira, 25 de janeiro, a cidade de São Paulo, a maior da América do Sul, completa 464 anos de fundação. São 464 de uma belíssima história. E a população paulistana vai aproveitar para comemorar com muita festa: haverá teatro, circo, exposições e música para os diversos gêneros, do pop ao sertanejo. A Festa da Cidade, organizada pela Secretaria Municipal de Cultura, acontecerá no Vale do Anhangabaú a partir das 12h, se estendendo até o meio-dia da sexta-feira (26) com apresentações gratuitas. Nesta matéria da Agência Brasil, você pode ver a programação geral do aniversário de São Paulo.
     
    A abertura da festa, ao meio-dia, fica por conta da cantora sertaneja Paula Fernandes. A partir das 15h, Letrux, Tulipa Ruiz, Raquel Virgínia e Thiago França fazem um tributo à cantora Rita Lee, considerada ícone do rock brasileiro e também a “mais completa tradução” de São Paulo, conforme Caetano Veloso escreve na letra de Sampa.
    A carioca Anitta, que lançou recentemente o hit Vai malandra, se apresenta às 23h15. Na sequência, se apresentam a Banda Uó, Jaloo e banda Glória Groove e o grupo BaianaSystem com a cantora Karol Conka.
    Para colorir a festa, o Anhangabaú também contará com objetos infláveis lúdicos, partidas de Gaymada e Hocus Pocus, um tablado de Mágica, além de um palco de karaokê comandado pelo Blocokê. No local ainda acontecem as festas Discopédia, Savana Som Sistema, Feminine Hi Fi, Calefação Tropicaos, Pilantragi e Baile dos Ratos, que vão avançar madrugada adentro.
    Já no Theatro Municipal de São Paulo, no centro da cidade, a Orquestra Sinfônica Municipal, regida por Roberto Minczuk, traz um programa, na quinta-feira, às 14h, com a abertura da ópera O Guarani, de Carlos Gomes e também o tema e a marcha imperial do filme Star Wars, composições de John Williams.
    O Balé da Cidade apresenta, às 19h, a coreografia Das tripas...coração, criada e dirigida por Ismael Ivo, diretor da companhia de dança. Já na sexta-feira (26), às 12h, a Orquestra Experimental de Repertório apresenta diversas aberturas de óperas.
    A Biblioteca Mário de Andrade receberá apresentações musicais e atividades literárias. Às 11h da quinta-feira, Cida Moreira e Roberto Camargo apresentam show intimista no auditório. Na parte da tarde, às 16h, a atriz Rosi Campos conduz uma leitura encenada.
    A Praça da República recebe pela primeira vez a programação do Hip Hop Celebration, com a presença de Sampa Crew, Dexter, Thaíde, entre outros. As performances serão intercaladas com uma batalha de B.Boys e Djs.
    E na esquina mais famosa da cidade, onde se encontram as avenidas Ipiranga e São João, o cantor Gilberto Gil, o homenageado pela Vai-Vai no carnaval deste ano, se encontra com a escola de samba para tocar para o público às 18h da quinta-feira (25), em cima de um trio elétrico.
    A programação de aniversário também acontece nas outras regiões da cidade. Na Zona Leste, o Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes receberá o rapper Gog. Já na Zona Sul, a população poderá assistir à peça Arigós – Primeiros Riscos Da Borracha no Teatro Paulo Eiró, às 21h, e curtir a presença do cantor Rael no Centro Cultural Grajaú. O Centro Cultural da Juventude, na Zona Norte, terá o rap de Lei Di Dai e Rimas & Melodias e o funk de Mc Linn da Quebrada.
    E onde tem festa de aniversário tem bolo: o parabéns para a cidade acontece pela manhã com o tradicional Bolo de Aniversário do Bixiga, que acontece desde 1986 no tradicional bairro da região central da cidade. Quem quiser colaborar, deve levar um bolo branco com cobertura simples para a Rua Rui Barbosa, a partir das 9 horas. No Mercado Municipal de São Paulo, o Mercadão, também vai ter bolo; por lá, o parabéns à cidade será ao meio dia.
    Show de luzes
    Os 464 anos de São Paulo serão celebrados com um show multimídia no coração da cidade. No dia 25, a área externa do Estação Cultura, novo espaço expositivo da Secretaria da Cultura do Estado, recebe artistas para apresentações musicais que misturam o erudito, o contemporâneo e o experimental.
    O Complexo Cultural Júlio Prestes, que abriga a Secretaria da Cultura do Estado e a Sala São Paulo, vai receber projeções visuais que vão brincar com a arquitetura do local, para contar a história da maior metrópole do País. Além disso, quem comparecer no local poderá conhecer a exposição Retratos da Cidadania do Ministério Público de São Paulo, que conta com 17 obras de arte inspiradas em casos emblemáticos. A exposição abre às 9h.
    No espaço, também serão distribuídos 800 unidades do Passaporte dos Museus aos visitantes. Com o Passaporte, é possível entrar de graça em qualquer museu da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo: as folhas contêm informações sobre as instituições, fotos e espaço para um carimbo. Na visita, basta apresentá-lo na bilheteria e, assim, garantir seu “visto de entrada” e acesso gratuito.
    As apresentações musicais têm início às 18h com o artista Stalker seguido, às 19h50, de Loop B. Os artistas, pioneiros na técnica sampler, que consiste em gravar sons comuns e transformar em música, vão apresentar uma música feita especialmente para a data, com sons captados na cúpula do relógio do prédio da Secretaria da Cultura. Às 20h50 é a vez do espetáculo The Cross, projeto da pianista internacional Juliana D’Agostini e do produtor musical ganhador dos Grammy Latino e Americano, Ruriá Duprat.
    Ao anoitecer, entra em cena VJ Spetto. Responsável pelas projeções visuais durante as cerimônias de abertura e encerramento das Olimpíadas do Brasil, ele promete contar a história da cidade em um show de luzes que serão refletidas no Complexo Cultural Júlio Prestes.
    Centro Cultural BB
    Já o Centro Cultural Banco do Brasil, no Centro, abre, no dia no aniversário da capital, uma grande retrospectiva da obra do artista nova-iorquino de ascendência afro-caribenha Jean-Michel Basquiat. Com mais de 80 peças, entre quadros, desenhos, gravuras e pratos pintados, a incrível coleção com inúmeras obras-primas do artista poderá ser conhecida gratuitamente.
    No Memorial da América Latina, na Barra Funda, vai acontecer o Festival do Pastel, um dos petiscos mais apreciados pelos paulistanos. Os visitantes ainda podem ver a exposição de arte popular América Florida, no Pavilhão da Criatividade (entrada gratuita), e Rá-Tim-Bum, o Castelo (R$ 10 a R$ 20). A escola de samba Acadêmicos do Tucuruvi chega às 14h com desfile de baianas e muito samba.
    Final da Copinha
    O Estádio do Pacaembu recebe a final do tradicional campeonato de juniores. Às 11h desta quinta-feira, São Paulo e Flamengo disputam a Copa São Paulo de Futebol Júnior. No mesmo local, o Museu do Futebol oferece uma programação especial. Às 14h, os visitantes poderão participar do jogo de memória Memoriball - Clubes Brasileiros, que utiliza ilustrações de escudos de grandes clubes do país.
    Às 15h, o museu oferece a Oficina de Pipas. Os participantes poderão confeccionar pipas e empiná-las em frente ao museu. Às 16h é a vez do Jogo de Futebol Vendado, em que cada criança terá que jogar com uma das pernas amarrada à perna de um companheiro. Os dois jogarão juntos e, enquanto uma criança estará com os olhos vendados, a outra dará as direções para levá-la até o gol. (Agência Brasil)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.