Terça, 11 Dezembro 2018 | Login

 

 

A CPI da Lei Rouanet investiga a prestação de contas do monólog "Fala, Zé! por aprestanr com datas e números conflitantes

 

As investigações da Polícia Federal revelam mais problemas sobre a prestação de contas do monólogo “Fala, Zé”, protagonizado pelo ator José de Abreu. O caso que envolve também a ex-mulher do ator, Camila Paola Mosquella, ganhou mais um capítulo na CPI da Lei Rouanet – instaurada para investigar irregularidades no uso do recurso público destinado ao incentivo cultural.

Antes,, o casal já havia sido condenado a devolver R$ 300 mil por falta de notas fiscais. Agora, com as notas apresentadas, eles são suspeitos de falsificação dos comprovantes.

Os documentos chamaram a atenção da CPI por terem sido todos preenchidos com a mesma caligrafia, apesar de serem emitidos por três empresas diferentes.

Segundo as investigações, outro problema é a numeração de notas emitidas pela Bravix Produções Artísticas e Cinematográficas Ltda, empresa responsável pelos serviços de assessoria de imprensa e projeto gráfico do espetáculo: conforme os documentos apresentados, a nota de número 001382 tem a data de novembro de 2009, enquanto a nota 001385, que em tese deveria ser posterior à primeira, é datada de outubro do mesmo ano. Veja os detalhes:

jose de abreu notas falsas

 

“Como você emite um mês depois uma nota que vem antes da primeira? Além disso, os canhotos não foram retirados e tampouco datados ou assinados. Levei o caso ao MinC e agora vou protocolar a denúncia junto ao Ministério Público Federal para que sejam tomadas as medidas cabíveis”, diz o deputado federal Sóstenes Cavalcante, vice-presidente da CPI.

A defesa de Camila Mosquella admitiu que o Ministério solicitou comprovação de gastos relacionados à Bravix, mas afirma que o governo não abordou “expressamente” as suspeitas levantadas pela CPI.

“Estamos na fase processual em que o ministério solicita o envio de documentação complementar para, em momento posterior, eventualmente confirmar determinadas suspeitas e formular questionamentos mais pontuais. Então, apresentaremos nossa defesa oportuna. Ainda sequer há pedido de devolução de recursos”, justificou (Fonte: http://bahia.ba.com)

Em fevereiro de 2017, Zé de Abreu cuspiu no rosto de uma mulher dentro de um restaurante de São Paulo, após, segundo o ator, ter sido xingado pela mulher por ele ser petista e defensor do ex-presidente Lula. A mulher, vítima da cusparada, estava com o seu marido jantando no mesmo restaurante.

Published in Geral

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.