Domingo, 26 Janeiro 2020 | Login
VÔLEI FEMININO: São Paulo/Barueri vence Osasco/Audax por 3 a 0 no primeiro jogo da final do Paulista de vôlei

VÔLEI FEMININO: São Paulo/Barueri vence Osasco/Audax por 3 a 0 no primeiro jogo da final do Paulista de vôlei Featured

A oposta Lorenne, ex-Osasco, foi a melhor jogadora e ajudou Tricolor nessa importante vitória. A Partida de volta será na sexta, no ginásio José Liberatti, em Osasco.
 
Após o adiamento do primeiro jogo, em virtude da chuva e goteiras no Ginásio de Esportes José Correa, na terça-feira, nesta quarta-feira, 06/11, o São Paulo/Barueri fez um partidaço e venceu o Osaco/Audax por 3 a 0, com parciais de 25/22, 26/24 e 26/24. O destaque do jogo foi a oposta Lorenne, de 23 anos, ex-Osasco, que fez diferença, principalmente, no ataque.
A gora, o São Paulo/Barueri leva essa grande vantagem para a segunda partida, que será disputada nesta sexta-feira, 8, no ginásio José Liberatti, em Osasco. Em caso de vitória da equipe osasquense, a partida irá para um super set decisivo,o Golden Set. E quem vencer será o campeão do torneio de 2019.
O jogo
Barueri x osasco lorene
A oposta Lorenne, ex-Osasco, foi a melhora jogadora da primeira partida da final.
A equipe de Osasco começou muito bem a partida. Impondo um ritmo forte, a equipe visitante chegou a abrir 5 a 1 no primeiro set. Porém, o Tricolor reagiu e usou de um bloqueio afiado para igualar e passar à frente no placar. O ponto que fez o São Paulo retomar a liderança começou com uma cortada do Osasco que atingiu forte a ponta Maira na cabeça e voltou. No retorno, Jaqueline subiu no bloqueio para abrir 11 a 10.
A partir daí, o time de José Roberto Guimarães explorou muito o lado esquerdo do Osasco, ocupado pela cubana Casanova. Mesmo com a melhora do adversário na parte final do set, o Tricolor continuou explorando o lado esquerdo, com Maira e Tainara. Jaqueline ainda tentou fazer a diferença com boa movimentação ofensiva, mas não deu para reagir. Fernanda Tomé bateu na diagonal e mandou para fora, fechando o primeiro set em 25 a 22 para o time da casa. Um pouco antes, Ellen, do Osasco, saiu da partida contundia.
O segundo set começou com um belo rali, que durou 37 segundos. Apesar da boa trama dos dois times, Juma e Diana cometeram um erro e a bola ficou de graça para o Osasco, que aproveitou para marcar o ponto. A partida continuou com bons lances, com Diana batendo na bola como se fosse de "três dedos" para fazer 12 a 11.
A segunda metade do set foi de domínio do Osasco. Casanova cresceu de produção e também viu a qualidade de Jaqueline prevalecer. Com uma sequência de pontos, elas deixaram o placar em 18 a 14, obrigando o técnico José Roberto Guimarães a pedir tempo.
E deu certo: o São Paulo cresceu após a parada e empatou, inspirado pela boa atuação de Jackeline. Tainara virou após soltar uma bomba na mão de Camila Brait, que defendeu, mas o Osasco não ficou com a bola. O jogo seguiu duro, mas o Tricolor conseguiu aproveitar o primeiro set point que teve na mão. Depois de muito esforço, Lorenne virou a bola com força e Roberta não conseguiu defender: vitória por 26 a 24 para o time da casa, que abriu 2 sets a 0.
O terceiro set foi tão equilibrado quanto o segundo. E com o mesmo panorama do segundo: com a vantagem, o São Paulo fazia o Osasco correr atrás. Com o placar em 4 a 2, as atletas reclamaram de uma bola que teria sido dentro, mas o árbitro deu ponto para as visitantes. Pouco depois, Fernanda Tomé subiu para bloquear, mas acabou caindo em cima do pé de Lorenne e também saiu machucada.
Assim, a partida seguiu muito equilibrada, com o Osasco mantendo a dianteira, mas sendo seguido de perto pelo São Paulo. De um lado, Lorenne comandava o Tricolor. Do outro, a sérvia Ana Bjelica dominava as ações. Tanto dominou que fez o Osasco chegar ao set point.
Porém, na sequência, Lorenne respondeu com uma cortada violenta que atingiu o rosto de Roberta. Ela recolocou o Tricolor na frente com bola que bateu no bloqueio. E foi, justamente, Lorenne quem acabou fechando a partida. Com mais uma pancada, a ex-atleta do Osasco deu números finais ao jogo em 26 a 24. (Fonte: Globo Esporte)
000

About Author

Related items

  • COPINHA 2020: Grêmio e Internacional decidem o título neste sábado, no Pacaembu
    Na terça-feira, o Internacional passou pelo Corinthians e, na quarta, o Grêmio venceu o Oeste de Barueri.
    No dia 2 de janeiro, a Copa São Paulo de Futebol Junior foi iniciada com 127 times de todas as regiões, sendo a maioria de times paulistas. E quem esperava que pelo menos um time do Estado estivesse na decisão, no sábado, 25, se frustrou. O título da Copinha 2020 será decidido por um inédito Gre-Nal.
    Sim, os dois maiores rivais do futebol gaúcho vão fazer a festa em terras bandeirantes, no dia em que a cidade de São Paulo completará 466 anos de fundação. O jogo final será realizado no Pacaembu, a partir das 10h, e como não terá time de São Paulo, a Federação Paulista de Futebol definiu que a partida poderá ter torcida dos times de Porto Alegre.
    Para chegar à final da Copinha, o Internacional venceu o Corinthians, o maior campeão do torneio com 10 títulos, na terça-feira, por 3 a 1. Já o Grêmio venceu o Oeste Barueri, na quarta-feira, na Arena Barueri, por 1 a 0. Esta final mostra a força do futebol gaúcho e, principalmente, a atenção que Grêmio e Internacional dão às suas categorias de base.
    O Grêmio, que sempre fez boas campanhas na torneio e já foi campeão em outras competições de base, corre atrás do seu primeiro título na Copa São Paulo. Já o Internacional é tetracampeão e, portanto, busca o seu quinto título da Copinha no Pacaembu. (Renato Ferreira)
  • COPINHA 2020: Segunda fase começa neste sábado
     
    Depois de centenas de jogos entre os 127 times que disputaram a competição na fase de grupos, começa neste sábado, 11/01, a disputa da segunda fase do principal torneio de futebol de base do Brasil, a Copa São Paulo de Futebol Junior. E essa fase de mata-mata será disputada pelos 64 clubes que se classificaram para as fases finais.
    Assim, os times jogam em formato mata-mata onde vai se eliminando até que sobre só o campeão. Nessa etapa, o primeiro classificado do grupo permanece na sede que jogou a primeira fase, enquanto o segundo colocado viaja para jogar em outra sede.
    Os quatro grandes times de São Paulo - Palmeiras, São Paulo, Corinthians e Santos - avançaram à segunda-fase. O Tricolor do Morumbi ó atual campeão e busca o seu quinto título da Copinha. O maior campeão da história do torneio é o Corinthians. (Fonte: Globo Esporte)
    Veja, a seguir, todos os jogos da segunda fase da Copinha:
    Todas as partidas serão realizadas neste sábado e domingo.
    Sábado:
    11:00 - Botafogo-SP x Botafogo, em Assis (SPORTV)
    11:00 - Vitória x Paraná Clube, em Jaú
    11:00 - Desportivo Brasil-SP x Capivariano-SP, em Porto Feliz
    13:45 - Internacional x Volta Redonda-RJ, em Santa Bárbara (SPORTV)
    15:00 - Joinville x Tanabi-SP, em Tanabi
    15:00 - Juventude x Francana-SP, em Cravinhos
    15:00 - Tupi-MG x Gama, em Indaiatuba
    15:00 - Taboão da Serra-SP x Ituano, em Embu das Artes
    16:00 - Santos x Ponte Preta, em Osvaldo Cruz (GLOBOESPORTE.COM)
    16:00 - Novorizontino-SP x Atlético-GO, em Bauru
    16:00 - RB Brasil-SP x Serra-ES, em Rio Claro
    16:00 - Votuporanguense-SP x Mirassol-SP, em Bálsamo
    16:00 - Athletico-PR x Bahia, em Jundiaí (SPORTV)
    18:30 - Fluminense x CRB, em Itu (SPORTV)
    19:00 - Londrina x Timon-MA, às 19h, em Osvaldo Cruz
    21:00 - Corinthians x Cuiabá, em Franca (SPORTV)
    Domingo:
    11:00 - Grêmio x União ABC-MS, em Mogi das Cruzes (SPORTV)
    11:00 - Chapecoense x Real-DF, em Suzano
    11:00 - Ceará x Coritiba, em São Paulo (Nicolau Alayon)
    13:45 - Atlético-MG x ABC-RN, em Taubaté (SPORTV)
    15:00 - São Bernardo-SP x River-PI, em Guaratinguetá
    15:00 - Água Santa-SP x Atlético-CE, em Diadema
    15:00 - Avaí x Trem-AP, em Mauá
    15:00 - São Bento x São Caetano, em São Paulo (Canindé)
    15:00 - Santa Cruz x Operário-PR, em Guarulhos
    16:00 - Sertãozinho-SP x Palmeiras, em Araraquara (SPORTV)
    16:00 - Cruzeiro x Sport, em Barueri (GLOBOESPORTE.COM)
    16:00 - Criciúma x Itapirense-SP, em Itapira
    18:30 - Vasco x Náutico, em Itapira (SPORTV)
    19:00 - Ferroviária-SP x Goiás, em Araraquara
    19:00 - Desportiva Paraense-PA x Oeste, em Osasco
    21:00 - São Paulo x Flamengo-SP (SPORTV)
  • ESPORTE: Queniano vence São Silvestre com ultrapassagem nos últimos segundos
     
    O queniano Kibiwott Kandie foi o grande campeão da São Silvestre de 2019. Ele ultrapassou, nos últimos segundos, o ugandense Jacob Kiplimo, que vinha dominando a prova.
    Os dois atletas cruzaram a faixa com os corpos quase colados um ao outro, definindo os dois primeiros lugares da corrida aos 42 minutos e 59 segundos. O terceiro lugar ficou para Titus Ekiru, também queniano, que neste ano venceu a Maratona de Milão e a Meia de Lisboa. Ele chegou 55 segundos após o primeiro colocado.
     
    São Silvestre pódio feminino
    A queniana Brigid Kosgei confirmou o favoritismo e foi a primeira do pelotão de elite feminino a cruzar a linha de chegada da corrida de São Silvestre, na Avenida Paulista. Recordista da Maratona de Chicago, a atleta fez na manhã de terça, 31, a sua estreia na 95ª edição da corrida que ocorre anualmente nas ruas da cidade de São Paulo, completando o trajeto de 15 quilômetros em 48 minutos e 54 segundos.
    O segundo lugar da prova também foi ocupado por uma queniana, Sheila Shelangat. A terceira posição no pódio feminino ficou com Tisadk Nigus, da Etiópia.
    Multidão de amadores
    São Silvestre campeão multidão
    Além dos competidores profissionais, uma multidão de anônimos percorreu o trajeto sob o sol forte e céu limpo desta manhã. O número de inscritos chegou a 35 mil, incluindo pessoas de diversas partes do país, como anunciavam as faixas levadas por muitos corredores com nomes de cidades como Rio das Ostras (RJ), Itajai (SC) e Assis Chateubriand (PR).
    Carregando balões com os numerais do ano de 2020, o grupo de amigos de Jesus Rodrigues, veio de Rubiataba, em Goiás. Segundo o professor, de 39 anos, a intenção é “iniciar o ano com o pé direito, correndo”.
    Pela primeira vez na São Silvestre, ele disse que já participou de outras provas regionais. “Eu sempre corro na minha cidade e participo das competições no meu estado.”No mesmo grupo de oito pessoas do professor, está a bancária Beatriz Arriel, que comemora a recuperação de um problema no joelho. “Eu tive uma pequena lesão e o próprio médico que me tratou disse que queria me ver na São Silvestre. Hoje eu estou aqui, livre da lesão”.
    Com 75 anos e um banjo debaixo do braço, Dempsez Lima Filho participou pela 22ª vez da prova. “É a felicidade de vir aqui e encontrar os meus netos que cuidam de mim na corrida”, definiu sobre o sentimento de participar da prova. (Agência Brasil)
     
     

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.