Domingo, 26 Janeiro 2020 | Login
VÔLEI FEMININO: São Paulo/Barueri ganha em Osasco e é campeão paulista

VÔLEI FEMININO: São Paulo/Barueri ganha em Osasco e é campeão paulista Featured

A jovem equipe do técnico José Roberto Guimarães supera o experiente Osasco/Audax em pleno José Liberatti.
Jogando nesta sexta-feira, 08/11, pela partia decisiva do Campeonato Paulista de Vôlei Feminino, o São Paulo/Barueri ganhou novamente do Osasco-Audax e conquistou pela primeira vez o título da competição. Após vencer o primeiro jogo por 3 a 0 em casa, desta vez a vitória do Tricolor foi de virada por 3 a 2 e com parciais de 22/25, 20/25, 26/24, 25/22 e 15/11.
As meninas de Osasco começaram a partida dispostas a vencer as adversárias no tempo normal, para depois vencer o Golden Set e assim conquistar mais um título paulista, E após ganhar os dois primeiros sets, a torcida osasquense que lotou o Liberatti, acreditava que isso poderia acontecer. Só esqueceram de combinar isso com o jovem, porém, valente time de Barueri.
São Paulo Barueri é campeão 2
Com uma média de idade de 21 anos contra 27 do time adversário, a equipe de José Roberto Guimarães não se intimidou e virou o jogo, vencendo os terceiro, quarto e quinto sets, calando a torcida do Osasco/Audax, que já havia vencido 14 vezes o estadual de vôlei. Agora, os dois times levarão mais uma vez essa rivalidade regional para a Superliga 2019/20.
São Paulo Barueri é campeão 4
No jogo final, o destaque foi novamente a jovem ponteira Lorenne, ex-Osasco. "Fico feliz pela escolha que fiz, por estar em um time tão jovem, mas fomos a todo vapor. Agradeço a essas meninas, é um sentimento muito bom de satisfação por essa virada", disse Lorenne ao SporTV, chorando bastante de emoção. Ela relembrou que ficou dois anos no Osasco, mas teve poucas chances para jogar naquele período.
O jogo
São Paulo Barueri é campeão 3
No primeiro set, o duelo começou equilibrado com as duas equipes se alternando na frente do marcador. Até que o Osasco/Audax, sob o comando de Luizomar de Moura, abriu dois pontos de vantagem no momento que Jaqueline cresceu na partida. A experiente ponteira fez pontos importantes e levou a equipe à vitória na parcial por 25 a 22, graças ao ponto decisivo da cubana Casanova.
No set seguinte, o Barueri não se encontrou, errou muitos ataques (ou ficou no bloqueio) e deixou as donas da casa tranquilas para aumentar a diferença. Com um ace de Jaqueline, o Osasco fez 13 a 6. Depois, aumentou para 17 a 7, abrindo dez pontos de diferença. O time do técnico José Roberto Guimarães até reagiu, diminuiu a vantagem, mas o Osasco fechou em 25 a 20.
Já no terceiro set, começou a reação do time de Barueri com Juma no saque e abriu uma vantagem inicial de 13 a 6. Aos poucos, no entanto, o Osasco foi equilibrando, empatou em 16 a 16 e no ponto da sérvia Bjelica virou para 20 a 19. Mas o tricolor manteve a calma e conseguiu fechar a parcial em 26 a 24, diminuindo a vantagem das adversárias.
Embalado com a vitória no terceiro, o Barueri começou o quarto set muito bem e não deu chances ao adversário. No saque da Maira fez 10 a 6, abrindo uma pequena distância para o adversário. A diferença foi mantida durante alguns saques para ambos os lados até Bjelica diminuir para 21 a 19. Porém, o Barueri se manteve tranquilo e fechou em 25 a 22, levando o duelo para o tie break.
No quinto e decisivo set, as osasquenses começaram bem, mas, o jogo foi equilibrado. O São Paulo/ Barueri iniciou um pouco melhor, mas o Osasco equilibrou e o confronto ficou parelho. Só que com bons bloqueios e erros das rivais, o Tricolor abriu 12 a 9 para delírio de sua torcida no ginásio. Com ótima atuação, coube a Lorenne fechar a partida em 15 a 11 e garantir o primeiro título estadual da equipe de José Roberto Guimarães. (Fonte: Terra).
000

About Author

Related items

  • COPINHA 2020: Internacional vence o Grêmio e é campeão no Pacaembu

     

    O Internacional é campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior. O Colorado derrotou o Grêmio, nesta sábado , 25, no Pacaembu, nas camenorações dos 466 anos de São Paulo.

    O Gre-Nal terminou empatado em 1 a 1 nos 90 minutos do tempo normal. Nas cobranças de pênaltis, o Inter levou a melhor e ficou com o título do principal torneio de futebol de base.

    Foi o quinto título do Colorado na competição, que já havia vencido em 1974, 1978, 1980 e 1998. Já o Grêmio, segue sem título na Copinha.

  • COPINHA 2020: Segunda fase começa neste sábado
     
    Depois de centenas de jogos entre os 127 times que disputaram a competição na fase de grupos, começa neste sábado, 11/01, a disputa da segunda fase do principal torneio de futebol de base do Brasil, a Copa São Paulo de Futebol Junior. E essa fase de mata-mata será disputada pelos 64 clubes que se classificaram para as fases finais.
    Assim, os times jogam em formato mata-mata onde vai se eliminando até que sobre só o campeão. Nessa etapa, o primeiro classificado do grupo permanece na sede que jogou a primeira fase, enquanto o segundo colocado viaja para jogar em outra sede.
    Os quatro grandes times de São Paulo - Palmeiras, São Paulo, Corinthians e Santos - avançaram à segunda-fase. O Tricolor do Morumbi ó atual campeão e busca o seu quinto título da Copinha. O maior campeão da história do torneio é o Corinthians. (Fonte: Globo Esporte)
    Veja, a seguir, todos os jogos da segunda fase da Copinha:
    Todas as partidas serão realizadas neste sábado e domingo.
    Sábado:
    11:00 - Botafogo-SP x Botafogo, em Assis (SPORTV)
    11:00 - Vitória x Paraná Clube, em Jaú
    11:00 - Desportivo Brasil-SP x Capivariano-SP, em Porto Feliz
    13:45 - Internacional x Volta Redonda-RJ, em Santa Bárbara (SPORTV)
    15:00 - Joinville x Tanabi-SP, em Tanabi
    15:00 - Juventude x Francana-SP, em Cravinhos
    15:00 - Tupi-MG x Gama, em Indaiatuba
    15:00 - Taboão da Serra-SP x Ituano, em Embu das Artes
    16:00 - Santos x Ponte Preta, em Osvaldo Cruz (GLOBOESPORTE.COM)
    16:00 - Novorizontino-SP x Atlético-GO, em Bauru
    16:00 - RB Brasil-SP x Serra-ES, em Rio Claro
    16:00 - Votuporanguense-SP x Mirassol-SP, em Bálsamo
    16:00 - Athletico-PR x Bahia, em Jundiaí (SPORTV)
    18:30 - Fluminense x CRB, em Itu (SPORTV)
    19:00 - Londrina x Timon-MA, às 19h, em Osvaldo Cruz
    21:00 - Corinthians x Cuiabá, em Franca (SPORTV)
    Domingo:
    11:00 - Grêmio x União ABC-MS, em Mogi das Cruzes (SPORTV)
    11:00 - Chapecoense x Real-DF, em Suzano
    11:00 - Ceará x Coritiba, em São Paulo (Nicolau Alayon)
    13:45 - Atlético-MG x ABC-RN, em Taubaté (SPORTV)
    15:00 - São Bernardo-SP x River-PI, em Guaratinguetá
    15:00 - Água Santa-SP x Atlético-CE, em Diadema
    15:00 - Avaí x Trem-AP, em Mauá
    15:00 - São Bento x São Caetano, em São Paulo (Canindé)
    15:00 - Santa Cruz x Operário-PR, em Guarulhos
    16:00 - Sertãozinho-SP x Palmeiras, em Araraquara (SPORTV)
    16:00 - Cruzeiro x Sport, em Barueri (GLOBOESPORTE.COM)
    16:00 - Criciúma x Itapirense-SP, em Itapira
    18:30 - Vasco x Náutico, em Itapira (SPORTV)
    19:00 - Ferroviária-SP x Goiás, em Araraquara
    19:00 - Desportiva Paraense-PA x Oeste, em Osasco
    21:00 - São Paulo x Flamengo-SP (SPORTV)
  • ESPORTE: Queniano vence São Silvestre com ultrapassagem nos últimos segundos
     
    O queniano Kibiwott Kandie foi o grande campeão da São Silvestre de 2019. Ele ultrapassou, nos últimos segundos, o ugandense Jacob Kiplimo, que vinha dominando a prova.
    Os dois atletas cruzaram a faixa com os corpos quase colados um ao outro, definindo os dois primeiros lugares da corrida aos 42 minutos e 59 segundos. O terceiro lugar ficou para Titus Ekiru, também queniano, que neste ano venceu a Maratona de Milão e a Meia de Lisboa. Ele chegou 55 segundos após o primeiro colocado.
     
    São Silvestre pódio feminino
    A queniana Brigid Kosgei confirmou o favoritismo e foi a primeira do pelotão de elite feminino a cruzar a linha de chegada da corrida de São Silvestre, na Avenida Paulista. Recordista da Maratona de Chicago, a atleta fez na manhã de terça, 31, a sua estreia na 95ª edição da corrida que ocorre anualmente nas ruas da cidade de São Paulo, completando o trajeto de 15 quilômetros em 48 minutos e 54 segundos.
    O segundo lugar da prova também foi ocupado por uma queniana, Sheila Shelangat. A terceira posição no pódio feminino ficou com Tisadk Nigus, da Etiópia.
    Multidão de amadores
    São Silvestre campeão multidão
    Além dos competidores profissionais, uma multidão de anônimos percorreu o trajeto sob o sol forte e céu limpo desta manhã. O número de inscritos chegou a 35 mil, incluindo pessoas de diversas partes do país, como anunciavam as faixas levadas por muitos corredores com nomes de cidades como Rio das Ostras (RJ), Itajai (SC) e Assis Chateubriand (PR).
    Carregando balões com os numerais do ano de 2020, o grupo de amigos de Jesus Rodrigues, veio de Rubiataba, em Goiás. Segundo o professor, de 39 anos, a intenção é “iniciar o ano com o pé direito, correndo”.
    Pela primeira vez na São Silvestre, ele disse que já participou de outras provas regionais. “Eu sempre corro na minha cidade e participo das competições no meu estado.”No mesmo grupo de oito pessoas do professor, está a bancária Beatriz Arriel, que comemora a recuperação de um problema no joelho. “Eu tive uma pequena lesão e o próprio médico que me tratou disse que queria me ver na São Silvestre. Hoje eu estou aqui, livre da lesão”.
    Com 75 anos e um banjo debaixo do braço, Dempsez Lima Filho participou pela 22ª vez da prova. “É a felicidade de vir aqui e encontrar os meus netos que cuidam de mim na corrida”, definiu sobre o sentimento de participar da prova. (Agência Brasil)
     
     

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.