Print this page
UFC de Fortaleza tem 12 lutas de brasileiros nesta noite

UFC de Fortaleza tem 12 lutas de brasileiros nesta noite Featured

Vitor Belfort e Kelvin Gastelum fazem a luta principal da noite, com o brasileiro tentando se recuperar depois de duas derrotas 

 

Fortaleza vai tremer nesta noite de sexta e madrugada de sábado. Doze brasileiros estarão lutando no UFC da Capitatal cearense. Depois de baterem o peso pela manhã, as atrações do UFC Fight Night 106 voltaram à balança na noite desta sexta-feira, para a pesagem protocolar e as encaradas diante dos fãs presentes ao Centro de Formação Olímpica, em Fortaleza, local do evento deste sábado. O destaque ficou por conta de alguns momentos de tensão entre os atletas, que chegaram a se provocar e empolgaram mais o público.

Curiosamente, as encaradas mais respeitosas foram as dos protagonistas. Vitor Belfort e Kelvin Gastelum, que se enfrentarão na luta principal da noite, se respeitaram em demasia, embora se olhassem com seriedade. O mesmo ocorreu com Mauricio Shogun e Gian Villante, atrações no co-main event, que também evitaram as provocações.

Gastelum, inclusive, foi novamente aplaudido pelos fãs, que optaram por não vaiá-lo, ao contrário dos demais ‘gringos’, como ocorreu no treino aberto de quarta-feira passada. O norte-americano agradeceu pelo tratamento dos brasileiros. “Estou feliz por estar aqui com vocês, obrigado a todos pela torcida. Vamos fazer uma boa luta”, disse, em bom português.

 


Vitor Belfort, por sua vez, também agradeceu aos fãs e aproveitou para filosofar. “Muito obrigado pelo carinho do público. A preparação é o mais importante no que a gente faz. Eu me preparei muito graças ao meu time, e na vida é preciso saber ter riscos. Quem não põe na reta, não ganha nunca. É preciso correr riscos”, enfatizou.

Tensão e provocação


Kevin Lee foi o mais atrevido na pesagem. Antes da encarada com Francisco Massaranduba, o norte-americano, muito vaiado ao subir à balança, provocou os fãs e mostrou o dedo do meio. Ele ouviu os tradicionais gritos de ‘Uh, vai morrer’, e ironizou, colocando a mão no ouvido e gesticulando.

Outro momento tenso foi protagonizado por Alex Oliveira e Tim Means. Os dois se provocaram bastante na encarada e houve muito falatório de cada lado. Entre as mulheres, a situação foi semelhante. Bethe Pitbull Correa foi para cima e colou o rosto em Marion Reneau, que apenas ficou olhando a brasileira. A paraibana já vinha se desentendendo com a americana ao chamá-la de ‘vovó’, em alusão aos 39 anos da rival.

Na primeira encarada, o mineiro Paulo Borrachinha, estreante no UFC, aproveitou o apoio dos fãs e provocou muito o adversário, o sul-africano Garreth McLellan. Enquanto o lutador nascido em Contagem falou muito, o veterano apenas olhou. Os dois farão a luta de abertura do evento. (Fonte: O Estado de Minas - Site UAI)

Card principal
Vitor Belfort (84,3kg) x Kelvin Gastelum (83,9kg) – peso médio (até 84,4kg)
Maurício Shogun (93,4kg) x Gian Villante (93,4kg) –meio-pesado (até 93,4kg)
Edson Barboza (70,3kg) x Beneil Dariush (70,8kg) – peso leve (até 70,8kg)
Jussier Formiga (57,2kg) x Ray Borg (57,2kg) – peso mosca (até 57,2kg)
Bethe Correia (61,7kg) x Marion Reneau (61,2kg) – peso galo (até 61,7kg)
Alex ‘Cowboy’ Oliveira (77,6kg) x Tim Means (77,1kg) - meio-médio (até 77,6kg)

Card preliminar
Francisco Massaranduba (70,8kg) x Kevin Lee (70,8kg) – peso leve (até 70,8kg)
Serginho Moraes (77,6kg) x Davi Ramos (77,1kg) - meio-médio (até 77,6kg)
Rani Yahya (61,7kg) x Joe Soto (61,2kg) – peso galo (até 61,7kg)
Michel Trator (70,8kg) x Josh Burkman (70,8kg) – peso leve (até 70,8kg)
Rony Jason (66,2kg) x Jeremy Kennedy (66,2kg) - peso pena (até 66,2kg)
Garreth McLellan (83,5kg) x Paulo Borrachinha (83,9kg) - peso-médio (até 84,4kg)

000

About Author