Terça, 31 Março 2020 | Login
Sobe para 50 número de pacientes confirmados com a doença no estado de SP. Até quinta, eram 46 pessoas. Com os recursos, o estado terá mil leitos de UTI para os casos mais graves.
Nesta sexta-feira, 13/03, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, confirmou que o governo federal vai liberar R$ 92 milhões para que o estado tenha mil leitos de UTI destinados a pacientes que possam a vir a contrair o coronavírus e precisar de internação hospitalar grave.
O dinheiro também será destinado para a compra de equipamentos. A informação foi divulgada por Doria durante uma coletiva para a imprensa nesta sexta. O secretário estadual da Saúde, José Henrique Germann, afirmou ainda que subiu para 50 nesta sexta o número de casos de pacientes confirmados com a doença no estado. Até quinta-feira (12), eram 46 pessoas.
Na quinta, o infectologista David Uip, coordenador do Centro de Contingenciamento do Novo Coronavírus em São Paulo, afirmou que Doria se encontraria com o ministro em São Paulo nesta tarde para pedir R$ 225 milhões para a mobilização de mil leitos para pacientes com a doença.
Doria confirmou que a reunião ocorrerá e que pedirá para Mandetta que o dinheiro seja liberado o quanto antes pelo governo federal. Os recursos liberados não são o total que o estado precisa."Iremos transformar leitos comuns em leitos de UTI, mas queremos ter 1.400 leitos novos para o tratamento do coronavírus e para os equipamentos para isso. Decidimos que precisamos de um valor para isso, R$ 225 milhões, e o desembolso começa hoje com a liberação de R$ 92 milhões", disse Germann.
Questionado se as medidas são suficientes, Doria respondeu nesta sexta: "Estamos absolutamente convictos. Eu não sou governador pra tomar atitudes inspiracionais em temas de saúde. Eu escuto especialistas, ouço e atendo", assinalou
."Não sou especialista em chutes, um governador não deve chutar. A informação até esse presente momento é que a nossa atitude é absolutamente correta pra situação atual. Conforme falamos ontem nós fundamentamos em fatos e informações reais, não em suposições", disse.
Transmissão comunitária No estado de São Paulo, segundo Uip, já há transmissão comunitária do coronavírus. Este é o terceiro estado epidemiológico da doença.Dos 46 casos confirmados, 44 estão na capital, 1 em Ferraz de Vasconcelos e 1 em Santana de Parnaíba. No estado há 555 casos suspeitos da doença.
Primeiro estágio: são registrados apenas importados.
Transmissão local - segundo estágio: uma pessoa pega a doença de outra que trouxe o vírus de uma viagem ao exterior.
Transmissão comunitária - terceiro estágio: quando não dá pra identificar quem passou a doença pra quem. "Na minha leitura, você precisava de três dados que nós já temos.Você precisava de entrada do vírus no Brasil, já temos. Precisávamos da transmissão local, já temos.
Segundo o médico ainda não é recomendado cancelar eventos e aglomerações. "Estas medidas não são aplicáveis hoje, mas não significa que não serão aplicáveis amanhã. Mas não tem sentido você fechar o estado porque você tem 46 casos. Pode ser que amanhã as medidas sejam totalmente diferentes das que estamos tomando hoje. (Fonte: G1)
Apesar dos chantagistas do Congresso continuarem pressionando o Governo, derrubando vetos e jogando contra o Brasil, Bolsonaro pede que as manifestações do dia 15 sejam suspensas. Nesse momento, o que interessa ao país é a prevenção contra a transmissão do coronavírus.
 
Nesta quinta-feira, o presidente da República, Jair Bolsonaro, fez um pronunciamento em rede nacional, para falar sobre a situação do novo coronavírus e as medidas tomadas pelo Governo e o Ministério da Saúde. Demonstrando responsabilidade e bom senso, o presidente pediu que as manifestações marcadas para o dia 15 de março fossem adiadas.
Logo após o pronunciamento do presidente, os organizadores divulgaram nota adiando as manifestações de domingo. É uma questão de bom senso. Em diversos países de todos os Continentes, as autoridades políticas e entidades particulares estão suspendendo eventos políticos, esportivos e culturais para evitar aglomerações de pessoas.
Ao contrário do que ocorreu no carnaval, quando os organizadores poderiam ter repensado os festejos carnavalescos, onde houve grandes concentrações de brasileiros e estrangeiros por vários dias, quando a doença já se alastrava pelo mundo, desta vez, os organizados dos atos políticos tiveram o bom senso e, de acordo com a solicitação de Bolsonaro, suspenderam o evento.
Com um discurso, de apenas dois minutos, o chefe da Nação elogiou elogiou a decisão da Organização Mundial da Saúde (OMS) ao declarar uma pandemia em virtude da propagação da COVID-19, e pontuou que, embora o sistema de saúde nacional, assim como o de outros países, tenha limitações para atender, o governo está preparado para manter a evolução da epidemia sob controle.
​"É provável, inclusive, que o número de infectados aumente nos próximos dias, sem, no entanto, ser motivo de qualquer pânico", disse o presidente.
Bolsonaro salientou que, por motivos óbvios, há uma preocupação maior com os idosos, e que, no momento, a recomendação das autoridades é para a população evitar "grandes concentrações populares". Nesse caso, ele atentou para a necessidade de serem repensadas as manifestações marcadas para o próximo domingo, dia 15, em defesa de seu governo.
"Não podemos esquecer, no entanto, que o Brasil mudou. O povo está atento e exige de nós respeito à Constituição e zelo pelo dinheiro público. Por isso, as motivações da vontade popular continuam vivas e inabaláveis."
Atualmente, o Brasil registra 76 pacientes diagnosticados com a COVID-19, incluindo o secretário de Comunicação da Presidência (Secom), Fabio Wajngarten, que acompanhou o presidente em visita recente aos Estados Unidos. Devido ao contato com o funcionário, Jair Bolsonaro precisou realizar um teste e, agora, aguarda o resultado, que deve ser divulgado nesta sexta-feira. No entanto, Bolsonaro não apresenta sintomas do novo coronavírus.
Medidas emergenciais
Vários ministérios estão agindo em conjunto no combate ao novo coronavírus e no atendimento de pacientes. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta informou ontem que pediu ao Congresso a liberação de R$ 5 bilhões das emendas parlamentares. O relator disse que o Congresso vai colaborar. Por sua vez, Mandetta disse que se os recursos não forem liberados pelo Congresso, o Governo vai agir para buscar recursos e atender o povo.
Já o ministro da Saúde, Paulo Guedes, criou um grupo para também atender o povo na área econômica. O INSS suspendeu a necessidade dos segurados irem aos bancos para fazer a prova de vida. O governo determinou também a antecipação para o mês de abril dos 50% de adiantamento das aposentadorias e pensões. (Renato Ferreira com informações de agências)
Governo da Itália colocou todo o país em quarentena. China anuncia ações para apoiar crescimento econômico de Hubei.
 
O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, pediu nesta-feira, 12/03, em Genebra, que todos os países redobrem o comprometimento contra a pandemia de coronavírus. A OMS já considera a doença uma pandemia.
Falando a diplomatas um dia depois de caracterizar o Covid-19 como uma pandemia, ele disse: "descrever isso como uma pandemia não significa que os países devam desistir. A ideia de que as nações devem passar da contenção para a mitigação [redução] está errada e é perigosa.".
 
Na Itália, onde houve o maior número de casos e de vítimas fatais até o momento, o governo colocou o país inteiro em quarentena para combater o avanço da doença.
Diretor Geral da OMS
O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreysus, pediu empenho dos países no combate ao coronavírus - (Reuters/Denis Balibouse/Direitos reservados)
Tedros também afirmou que, apesar de manter uma estratégia de contenção, todos os países devem "encontrar um bom equilíbrio entre proteger a saúde, impedir perturbações econômicas e sociais e respeitar os direitos humanos".
China apoiará economia
A província chinesa de Hubei, centro de uma pandemia de coronavírus, divulgou hoje medidas para apoiar o crescimento econômico local.
Hubei expandirá ativamente sua emissão de títulos especiais este ano e visará a emissão de 30 bilhões de iuanes (4,29 bilhões de dólares) em títulos corporativos, informou o governo chinês.
As instituições financeiras serão proibidas de pedir empréstimos sem uma boa razão, a fim de proteger as empresas que buscam reviver os negócios afetados pelo vírus. (Fonte: Agência Brasil)
 
O deputado estadual Alexandre Pereira (ao centro), presidente do Solidariedade (SD) em São Paulo, anunciou oficialmente nesta quarta-feira, 11, a pré-candidatura de Marco Souza (à direita), à Prefeitura de Osasco.

“Vamos apoiar firme o nosso pré-candidato, que é uma liderança importante e reúne as qualidades necessárias para realização de um bom governo. Osasco é um grande município, o Solidariedade é um partido que está crescendo e estamos trabalhando muito nas principais cidades do Estado. Teremos cerca de 60 pré-candidaturas a prefeito e pretendemos consolidar todas elas”, revela Alexandre Pereira.

Também conhecido como “Dateninha”, devido à semelhança com o apresentador José Luiz Datena, Marco Souza nasceu em Quitaúna e mora com a família no Jardim das Flores. Formado em Direito e em Ciências Políticas, é atuante e bastante conhecido no meio político regional e estadual. Já foi candidato a vereador e a deputado federal; nas eleições de 2018 concorreu ao Senado Federal pelo seu antigo partido, o Patriotas, como suplente da candidata a senadora do PSB, Maurren Maggi, quando obtiveram quase 3 milhões de votos, sendo mais de 43 mil em Osasco.

“A política no país atravessa um momento que exige união. Acredito que a nossa cidade precisa de mudança, pela falta de gestão. Pretendemos investir para trazer novos empreendedores favorecendo a geração de empregos. Também queremos administrar a cidade como uma empresa, para que os serviços da prefeitura funcionem com mais qualidade e implantaremos políticas públicas que atendam as necessidades do povo, de uma forma correta e satisfatória”, afirma o pré-candidato do Solidariedade.

Criado em setembro de 2013, Solidariedade tem como presidente nacional e fundador, o deputado federal Paulinho da Força. A chapa que será encabeçada por Marco Souza (Dateninha) terá como pré-candidato a vice-prefeito, o empresário Marco Ribeiro, atual presidente do Diretório Municipal do PROS de Osasco. (Fonte: Assessoria de Imprensa)

 

O PSD de Osasco realizou na noite desta segunda-feira, 09/03, um grande evento de filiação ao partido,  com a presença de Gilberto Kassab, presidente nacional da legenda, de Alda Marco Antonio, coordenadora do PSD Mulher, e do prefeito de Osasco, Rogério Lins (Podemos).

PSD de Osasco filiação

Dentre os novos filiados, o PSD recebe nesta noite os vereadores Ribamar Silva, presidente da Câmara Municipal, Ricardo Silva, que deixa o Republicanos 10 (antigo PRB), e o ex-vereador, Dr. Renato Bonin.  Em Osasco, o PSD é presidido por Lau Alencar.

 

Neste domingo, 08/03, a Prefeitura de Osasco, por meio das secretarias de Serviços e Obras (SSO) e Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH), entregou à população osasquense a reforma total do Boulevard Maria Bortolosso, na Rua Alberto Cortês, no Jardim Pestana, zona Sul da cidade.

Totalmente revitalizado, o local recebeu iluminação de led, academia ao ar livre, playground, novo paisagismo, além de lixeiras e bancos reformados.

Durante o evento, que contou com música ao vivo, brinquedões para as crianças, pipoca e algodão-doce, o prefeito Rogério Lins explicou a importância da revitalização do Boulevard que, para muitos pode parecer apenas uma reforma, mas para os moradores da região fará a diferença no dia a dia.

“Aqui têm muitas crianças e agora tem playground para elas brincarem. Os idosos agora contam com um local adequado para praticarem caminhadas, além da academia ao ar livre para se exercitarem. E, principalmente, entregamos um boulevard com iluminação de led, mais iluminado e mais seguro para os moradores. Queremos melhorar os espaços públicos para que sejam ocupados pelas famílias osasquenses”, disse o prefeito.

Lins ainda falou sobre importantes intervenções realizadas pela prefeitura na região, como o programa Asfalto Novo que fará o recapeamento asfáltico de ruas e avenidas, falou sobre as vias que receberão iluminação de led, entre outras obras e projetos que trarão avanços para os bairros.

Após as falas, houve o descerramento da placa. Em seguida, o prefeito, autoridades e moradores foram conhecer as benfeitorias realizadas na praça.

Estiveram presentes no evento os secretários municipais Waldyr Ribeiro (Serviços e Obras), Marcelo Silva (Meio Ambiente e Recursos Hídricos), Sergio Di Nizo (Governo), Cláudio Piteri (Assistência Social), Éder Máximo (Cultura), Lau Alencar (Transportes e da Mobilidade Urbana), José Carlos Vido (Chefia de Gabinete), o coordenador Almir do Nascimento (Defesa Civil), entre outras autoridades. (Fonte: Secom - Texto: Francine Maia - Imagens: Marcelo Deck)

Domingo, 08 Março 2020 16:12

PARABÉNS, MULHER!

PARABÉNS, MULHER!

Parabéns a você que é companheira, esposa, mãe, irmã, filha, avó e bisavó! E acima de tudo, MULHER!

Parabéns a você, mulher, que além do trabalho interminável do lar, ainda encontra tempo para estudar e trabalhar fora para ajudar na renda familiar!

Neste 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, só peço uma coisa a todos os homens: RESPEITEM a mulher que está ao seu lado, seja no trabalho, na escola, na rua e, principalmente, no seu lar! Não aceitem ver uma mulher ser agredida verbal ou fisicamente!

E vocês mulheres, não aceitem mesmo serem desrespeitadas ou agredidas por qualquer homem. Até porque, quem agride uma mulher pode ser tudo, menos homem. Abaixo o feminicídio!

Mamãe e Pila

Pila e Irmã Ottília

E neste 8 de Março, homenageio todas as mulheres em nome de três muito importantes na minha vida: a minha mãe, dona Maria Emílio; a minha esposa, Priscila, e a minha saudosa sogra, dona Ottília, que já mora no Céu com Jesus, onde esperamos encontrá-la. Três seres angelicais, exemplos de mulher na Terra! (Renato Ferreira)

Líderes jantaram juntos no sábado, em Palm Beach, na Flórida.
 
Interessados em intensificar a parceria econômica entre Brasil e Estados Unidos, os presidentes Jair Bolsonaro e Donaldo Trump instruíram seus negociadores a aprofundar as discussões prévias à possível assinatura de um pacote bilateral de comércio. A informação foi confirmada pelo Ministério das Relações Exteriores. Segundo a pasta, a intenção é que um acordo seja assinado ainda neste ano.
Bolsonaro e Trump se reuniram na noite deste sábadO, 07/03, durante um jantar em um resort pertencente ao próprio chefe do Executivo norte-americano, localizado em Palm Beach, na Flórida.
Acompanhados por membros da equipe de governo, assessores e jornalistas, os dois políticos conversaram sobre alguns temas de interesse dos dois países, como os potenciais benefícios da ampliação das relações econômicas bilaterais.
OCDE
Em nota divulgada na madrugada de hoje (8), o Itamaraty trata o aprofundamento da parceria como uma “aliança estratégica” entre os dois países. De acordo com o ministério, Trump reiterou o apoio norte-americano ao início do processo de entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).
Ao conversar com jornalistas ainda acompanhado por Bolsonaro, Trump foi questionado sobre a possibilidade dos Estados Unidos sobretaxar produtos importados do Brasil como forma de compensar os impactos negativos que o Real desvalorizado em comparação ao dólar pode causar aos produtores norte-americanos. Trump respondeu que não faria promessa sobre o assunto.
Os dois presidentes também discutiram acelerar a participação do Brasil no programa de Operadores Econômicos Autorizados, que agilizará o comércio entre os dois países ao garantir a segurança dos bens importados, com objetivo de entrada no programa em 2021.
Em sua conta no Twitter, Bolsonaro postou um vídeo com trechos do encontro. Ao discursar, o presidente brasileiro fala sobre a importância dos “laços de amizade” entre os dois países. “Estou muito feliz em ser amigo do governo americano”, disse Bolsonaro.
Também no Twitter, o chanceler Ernesto Araújo comentou que as conversações presidenciais permitem o avanço “na construção de uma aliança Brasil-EUA pela democracia, segurança e prosperidade”.
AMÉRICA LATINA E ORIENTE MÉDIO
De acordo com o Itamaraty, Bolsonaro e Trump reiteraram o apoio de seus governos ao auto-declarado presidente da Venezuela, Juan Guaidó; e à realização de eleições livres e justas na Bolívia, previstas para ocorrer em maio. Os dois presidentes também reiteram o compromisso com a paz e a prosperidade no Oriente Médio, com o brasileiro elogiando a proposta norte-americana de estimular a coexistência pacífica entre o Estado de Israel e um Estado palestino.
Os dois líderes também trataram das negociações para assinatura de acordos de cooperação bilateral em outras áreas, inclusive em pesquisa e desenvolvimento militar; setores aeroespacial; de ciência e tecnologia; saúde e inovação.
AGENDA
Bolsonaro e Michelle chegam aos Estados Unidos
Acompanhado da primeira-dama do Braisl, Michelle, o presidente Jair Bolsonaro chega aos Estados Unidos, no sábado
A previsão é de que Bolsonaro permaneça nos Estados Unidos até terça-feira (10). Hoje, ele e parte de sua equipe ministerial visitam o Comando Militar do Sul, responsável por coordenar as operações militares dos Estados Unidos no Caribe, Centro e América do Sul.
Integram a comitiva brasileira, além do presidente e assessores próximos, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, os ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), além do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que escreveu, no Twitter, que “Brasil e EUA, antes de mais nada, trabalham para serem países prósperos, apostando no livre mercado, num Estado menor, apoiando a legítima defesa através de armas e respeitando os valores judaico-cristãos da maioria de nossas sociedades.”
Esta é quarta visita de Bolsonaro aos Estados Unidos desde que tomou posse em janeiro de 2019, e também o seu quarto encontro com Donald Trump.
Durante o jantar, Trump elogiou Bolsonaro, afirmando que ele faz um trabalho fantástico. "O Brasil o ama e os Estados Unidos o amam; Nossa amizade é, provavelmente, mais forte agora do que nunca”, disse o presidente norte-americano.
Bolsonaro também falou sobre o encontro. "Estou muito feliz de estar aqui. É uma honra pra mim e para o meu país. Eu tenho certeza que num futuro próximo será muito bom contar com um bom relacionamento de direita com o Estados Unidos”, afirmou. (Fonte: G1 e Exame)

 

Por Renato Ferreira - 

O médico oftalmologista e vereador de Osasco. Dr. Lindoso, não suportou a pressão dentro do PSDB e abandonou o ninho tucano. Aproveitando a janela partidária, que vai de 5 de março a 3 de abril, prazo em que os vereadores podem trocar de partido sem perder o mandaro, o Dr. Lindoso deixou o PSDB e se filiou ao Republicanos 10, (antigo PRB),  onde será o candidato a prefeito de Osasco nas próximas eleições. Desde o final de 2019, o Republicanos de Osasco tem na presidência a esposa do vereador, Loraine Lindoso, que tem buscado ampliar o número de filiados e também alianças com outras legendas.

A informação sobre a filiação do Dr. Lindoso ao Republicanos foi postada nas redes sociais pelo presidente nacional da legenda, deputado Federal e vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcos Pereira (à direita), que festejou a chegada do vereador e pré-candidao a prefeito. 

“É com alegria que recebemos neste sábado (7) a filiação do vereador Dr. Lindoso, agora nosso pré-candidato a prefeito de Osasco (SP). Lindoso é médico oftalmologista e presidiu a Câmara Municipal no biênio 2017/2018. É experiente, íntegro e sem dúvida será um grande prefeito caso seja eleito em outubro. Seja bem-vindo ao Republicanos, um partido sólido, orgânico, em crescimento, que trabalha coletivamente e defende com vigor as bandeiras do conservadorismo e do liberalismo econômico”.

Sem dúvida, a candidatura ao Executivo por um partido grande como o PSDB, que já havia governado o município por duas vezes, nos mandatos do saudoso Celso Gilgio, dava aos eleitores e correligionários do Dr. Lindoso, uma expectativa, talvez, mais otimista na corrida eleitoral, apesar da divisão interna no ninho tucano, onde era clara a discordância de antigas lideranças do partido com a candidatura do mécido e ex-presidente da Câmara Municipal. Os outros dois vereadores tucanos de Osasco, De Paula e Didi, também não apoioavam Lindoso.

A briga tucana de Osasco se acirrou ainda mais no final do ano passado, quando o Diretório Estadual interveio no PSDB de Osasco e colocou Lindoso como presidente interino. A intervenção ocorreu devido ao processo de expulsão contra alguns membros do partido que na eleição de 2018 apoiaram a reeleição de Márcio França (PSB), contra João Dória, eleito governador do Estado. Dentre os que não seguiram a orientação do PSDB, está José Carlos Vido, que sempre participou do governo do prefeito Rogério Lins (Podemos), que fez campanha para Márcio França.

Por outro lado, alguns defensores do vereador Lindoso, acreditam que a sua saída do PSDB possa ser benéfica ao seu pleito como candidato à Prefeitura de Osasco. Isto porque o PSDB hoje é uma verdadeira colcha de retalho, não somente em Osasco, mas, também no Estado de São Paulo e no Brasil. Em Osasco, os tucanos não falam a mesma língua desde a morte do Dr. Celso Giglio, em torno do qual o partido sempre caminhou unido. Na região Oeste também é possível verificar a desunião dos tucanos. Por exemplo, o prefeito de Barueri, Rubens Furlan, candidato fortíssmo à reeleição, não apoia seu colega de Santana de Parnaíba, Elvis Cézar. Nesta semana, durante um evento político de Barueri, Furlan declarou apoio à eleição de Silvinho Peccioli, arquirrival de Elvis. Silvinho é ex-prefeito de Santana de Parnaíba. 

Resta saber, agora, quais lideranças tucanas continuarão apoiando a candidatura do Lindoso. Em recente reunião do Diretório Estadual, o presidente Marco Vinholi havia confirmado que Lindoso era o único candidato do partido em Osaco à Prfefeitura. Ligado à Igreja Universal, o Republicanos tem mais de 13 anos de história em Osasco. É também um partido organizado em todo o Brasil, com várias lideranças no Cogresso Nacional, nos Estados e Municípios. (O jornalista Renato Ferreira é editor do Portal Notícias & Opinião)

Pentacampeão do mundo pela Seleção Brasileira e campeão por todos os clubes que jogou no Brasil e no exterior, ex-craque melhor do mundo, Ronaldinho e seu irmão, Assis, foram presos preventivamente no Paraguai.
Com certeza, a genialidade que tinha com os pés e encantava o mundo do futebol, não é a mesma que o ex-craque Ronaldinho Gaúcho tem na cabeça para lidar com as suas atividades fora das quatro linhas. Nesta sexta-feira, 06/03, o Procurador Geral do Estado do Paraguai ordenou a prisão do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e seu irmão e representante Roberto Assis por usar documentos falsos naquele país.
Ronaldinho e Assis estavam no Sheraton Hotel em Assunção, de propriedade do ex-presidente paraguaio Horacio Cartes; localizado a poucos minutos do Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi. Ambos aguardavam o momento de partir para o terminal do aeroporto deixar o Paraguai, de acordo com as versões divulgadas pela Polícia do Paraguai.
Pouco antes, no entanto, o juiz Mirko Valinotti, do Tribunal Penal de Garantias da Décima Volta de Assunção, havia decidido rejeitar a abordagem adotada pelo Ministério Público. Antes, os irmãos haviam sido presos em flagrante acusados de uso de uso de documentos paraguaios de conteúdo falso. Em depoimento na polícia, Ronaldinho disse que eles foram enganados e não sabiam que os documentos eram falsos.
Assim, o juiz Valinotti decidiu que Ronaldinho e seu irmão continuariam sendo investigados no caso de produção de documentos falsos. Os promotores Federico Delfino e Alicia Sapriza, encarregados de investigar o suposto uso de documentos de conteúdo falso pelos irmãos Assis, solicitaram uma saída processual, considerando que os irmãos não estavam diretamente envolvidos no evento. Porém, o juiz decidiu deixá-los nas mãos da resolução do caso pelo Procurador-Geral.
Valinotti disse que Ronaldinho e Assis poderiam deixar o país se quisessem, pois nem sequer foram acusados e não havia medidas cautelares contra eles. Rapidamente, a Procuradoria Geral da República enviou uma retificação do pedido de suspensão do processo. O procurador-geral adjunto, Jorge Sosa, solicitou que o caso permanecesse aberto e que Ronaldinho e Assis continuassem apensos ao processo.
Imputado e com prisão preventiva
Omar Legal, promotor da Unidade Especializada de Combate à Lavagem de Dinheiro, foi apontado como a nova pessoa encarregada de levar adiante o caso. Segundo a assessoria de imprensa do Ministério Público do Paraguai, a prisão dos dois irmãos foi realizado em conjunto com agentes da Polícia Nacional.
O Procurador Jurídico acusou o ex-jogador de futebol e seu irmão por usar um documento público de conteúdo falso e solicitou a medida cautelar da Prisão Preventiva.
Detidos na unidade policial
Segundo relatos da mídia local, Ronaldinho e Assis foram encaminhados ao Grupo Especializado. A dependência da Polícia Nacional de que em tempos da ditadura militar era usada como centro de tortura e que nos anos da democracia se tornou uma espécie de prisão combinada entre luxos e alta segurança. Eles chegaram lá por volta das 22h03 a bordo de uma van da Polícia Nacional e acompanhados por uma escolta forte.
No local em que estão presos, por exemplo, eles têm a companha de membros do Primeiro Comando da Capital (PCC) e dois deputados paraguaios, um processado por suposto enriquecimento ilícito e outro por suposta lavagem de dinheiro ligada ao tráfico de drogas. (Fonte: Terra)

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.