Print this page
Neto de Getúlio Vargas é encontrado morto e polícia registra caso como suicídio

Neto de Getúlio Vargas é encontrado morto e polícia registra caso como suicídio Featured

Este foi o terceiro caso de suicídio na família Vargas. Getúlio Vargas se matou em 1954; o filho, Manuel Antônio Sarmanho Vargas, em 1997; e agora, o neto, Getúlio Dornelles Vargas Neto tira a própria vida

Neto do ex-presidente Getúlio Vargas, Getúlio Dornelles Vargas Neto, foi encontrado morto nesta segunda-feira (17/07), no prédio onde morava, em Porto Alegre (RS).


O caso foi registrado na 2ª Delegacia de Homicídios de Porto Alegre como suicídio, de acordo com o jornal gaúcho Zero Hora. A polícia abriu investigação, mas descarta outra hipótese para a causa da morte. Um dos reforços para essa teoria seria um bilhete encontrado ao lado da vítima.

O corpo de Getúlio, que tinha 61 anos, foi levado para o Departamento Médico Legal nesta segunda. A polícia acredita, no entanto, que ele tenha morrido no último domingo (15/7), quando uma filha, que morava com ele, estava viajando.

Nascido no Rio de Janeiro, Getúlio mudou-se para Porto Alegre ainda na adolescência. Em 2011, chegou a voltar a morar no Rio de Janeiro e até ensaiou uma carreira política, filiando-se ao PPS. Atualmente, administrava negócios da família na capital gaúcha. Ele deixa mulher e quatro filhos.

Getúlio filho e neto

Se confirmada a hipótese de suicídio, Getúlio segue os passos do avô e do pai. O primeiro, tirou a própria vida em agosto de 1954, ainda quando era presidente da República. Já o segundo, atirou contra o peito em janeiro de 1997, aos 79 anos, na fazenda em que morava na cidade de Itaqui (RS). 

A polícia não tem dúvida que o neto do ex-presidente Vargas se matou. Conforme a delegada Roberta Bertoldo, ao lado do corpo foi encontrada uma carta de despedida endereçada à família. Porém, a conclusão oficial será divulgada apenas no final do inquérito, instaurado na tarde desta segunda-feira.  Vargas Neto era filho de Manuel Antônio Sarmanho Vargas, morto aos 79 anos. Um dos cinco filhos de Getúlio - que se suicidou em 1954, aos 72 - Maneco, como era conhecido, tirou a própria vida em 1997, no interior do Rio Grande do Sul.

000

About Author