Terça, 31 Março 2020 | Login
POLÍTICA: Senador Anastasia troca PSDB pelo PSD

POLÍTICA: Senador Anastasia troca PSDB pelo PSD Featured

Tucano de alta plumagem, Antonio Anastasia já foi governador de Minas e deixará um vácuo no ninho tucano.
 
O senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) comunicou nesta sexta-feira, 07/02, ao presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, que vai deixar o partido. Na próxima semana, o parlamentar mineiro deve se filiar ao PSD, liderado por Gilberto Kassab.
Lideranças do PSDB em Minas Gerais lamentaram a saída do senador, que estava no partido desde 2005, um ano antes de se eleger vice-governador no mandato de Aécio Neves (PSDB). Em 2010, Anastasia foi eleito ao governo de Minas pelo PSDB.
A saída foi lamentada por lideranças tucanas em Minas Gerais, que consideram Anastasia um dos “melhores quadros políticos do país”.
“O senador Antonio Anastasia comunicou ao presidente nacional do PSDB seu desligamento do partido. Anastasia é um dos melhores quadros políticos do país e desencontros circunstanciais não nos impedirão de atuar no mesmo campo político, em partidos diferentes, na defesa dos interesses de Minas Gerais e do Brasil”, disse o presidente do PSDB em Minas, deputado Paulo Abi-Ackel, por meio de nota.
O deputado Gustavo Valadares (PSDB), líder do bloco governista na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), também lamentou a decisão do ex-governador.
“Só posso lamentar. O partido perde um excepcional quadro, amigo e grande homem público, mas o senador também perde um grande partido. Certeza que os dois lados ainda vão se encontrar”, disse Valadares em suas redes sociais.
Em 2018, o PSDB lançou Anastasia na disputa pelo governo de Minas, mesmo com o senador afirmando pouco tempo antes da campanha eleitoral que não tinha intenção de concorrer. A avaliação dos tucanos era que ele seria o único nome com chance de recolocar o PSDB no Palácio da Liberdade. Anastasia acabou derrotado no segundo turno pelo governador Romeu Zema (Novo).
No final do ano passado, em entrevista ao Estado de Minas, o senador afirmou que já tinha se decidido a apoiar a candidatura de reeleição do prefeito Alexandre Kalil (PSD) na Prefeitura de Belo Horizonte.
Mesmo com o lançamento de uma pré-candidatura tucana, a secretária adjunta de Planejamento Luísa Barreto, Anastasia afirmou que não apoiaria o nome apresentado pelo PSDB para disputar a prefeitura de BH.
O senador não confirmou a filiação no PSD, mas nos bastidores o ingresso no partido de Gilberto Kassab e do prefeito Alexandre Kalil já é considerada certa. “Nos próximos dias ele deverá tomar uma posição em relação aos convites que recebeu e comunicará sua decisão”, informou a assessoria do senador.
Desde 2018 divergências internas se acirraram dentro do PSDB. O grupo tucano de São Paulo, comandado pelo governador paulista João Dória, queria a expulsão da legenda do deputado Aécio Neves (investigado na Operação Lava-Jato). Outros grupos dentro do PSDB foram contra e não aceitaram a expulsão de Aécio.
No final de 2019, uma nova turbulência interna ganhou força na disputa pela liderança tucana na Câmara dos Deputados. A definição sobre qual nome assumiria o comando do PSDB voltou a gerar disputas internas (com direito a reuniões acaloradas e com troca de xingamentos) e desgaste para vários parlamentares tucanos. (Fonte: Estado de Minas).
000

About Author

Related items

  • CORONAVÍRUS: G20 anuncia injeção de US$ 5 tri na economia mundial contra pandemia
    Grupo se comprometeu a fazer o que for necessário para minimizar danos econômicos e sociais da pandemia em teleconferência com Bolsonaro e Araújo.
    Diante da maior pandemia que o planeta já viveu, nesta quinta-feira, 26/03, o G20 anunciou que vai injetar US$ 5 trilhões — o equivalente a R$ 25 trilhões — na economia mundial como forma de combater a pandemia do novo coronavírus, que provoca a covid-19, e os seus danos na economia de todos os países.
    "Estamos injetando US$ 5 trilhões na economia global como parte da política fiscal direcionada, medidas econômicas e esquemas de garantia para combater a impactos sociais, econômicos e financeiros da pandemia", informou o grupo dos 20 países mais ricos do mundo em um comunicado após reunião extraordinária realizada na Arábia Saudita.
    O informativo diz ainda que o grupo "se compromete a fazer o que for necessário e a usar todas as ferramentas de política disponíveis para minimizar os danos econômicos e sociais da pandemia, restaurar o crescimento global, manter a estabilidade do mercado e fortalecer a resiliência".
    Bolsonaro e Araújo
    O Brasil foi representado na reunião virtual pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.
    A reunião do G20 se concentrou em encontrar meios de cooperação e de como os países devem agir para enfrentar a epidemia, mas também deixar os fluxos de comércio abertos e manter as cadeias de suprimento.
    Teleconferência
    Bolsonaro levou à cúpula virtual do G20 o mesmo discurso que tem defendido internamente no combate ao coronavírus, de defender a saúde das pessoas, mas também os empregos. O presidente levantou mais uma vez o uso da hidroxicloroquina como tratamento para covid-19, mesmo sem pesquisas conclusivas.
    "O presidente concentrou-se em falar da necessidade de proteger a saúde das pessoas e ao mesmo tempo proteger os empregos, pensando prioritariamente nas pessoas mais vulneráveis. Falou do avanço das pesquisas, no Brasil, nos Estados Unidos e em outros lugares, sobre o tratamento com hidroxicloroquina", disse uma fonte diplomática.
    Em fotos distribuídas pelo Palácio do Planalto, Bolsonaro aparece com uma das versões do medicamento usado contra malária, produzido por um laboratório brasileiro, na mesa a sua frente. Em outra, enquanto está falando, segura a caixa do medicamento.
    Remédio em estudo
    Na última quarta-feira, 25, o Ministério da Saúde decidiu abrir um estudo nacional e anunciou que vai adotar a cloroquina no tratamento de casos graves de infecção pelo novo coronavírus, mas ressaltou que o medicamento não deve ser usado fora de ambientes hospitalares.
    O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, disse que a intenção é deixar o medicamento à disposição dos médicos para o caso de decidirem usar em pacientes graves, com determinadas condições, que possam responder ao medicamento. (Fonte: R7)
  • INFARTO: Aos 56 anos, ex-ministro Gustavo Bebianno morre no Rio
    Ex-secretário geral da Presidência sofreu um infarto fulminante na manhã deste sábado. Ele era pré-candidato a prefeito do Rio de Janeiro pelo PSDB.
     
    O ex-ministro Gustavo Bebianno, de 56 anos, morreu após sofrer um infarto fulminante na madrugada deste sábado, 14/03, em seu sítio em Teresópolis. Coordenador da campanha de Jair Bolsonaro em 2018, ele era pré-candidato a prefeito pelo PSDB na cidade o Rio de Janeiro. Segundo informações do presidente estadual do PSDB no Rio, o empresário Paulo Marinho, Bebianno estava em casa com seu filho quando se sentiu mal, por volta das 4h, Ao ir ao banheiro tomar um remédio, ele desmaiou.
    Bebianno foi levado para um hospital da cidade, onde morreu por volta de 5h30. Ainda não há informações sobre o velório. O PSDB lamentou publicamente a morte ex-ministro, assim como o governador de São Paulo, João Doria.
    Um dos coordenadores da campanha de Jair Bolsonaro à presidência, Bebianno durou pouco no governo. Pivô da primeira crise política da gestão Bolsonaro, ele foi demitido no dia 18 fevereiro do ano passado em meio acusações de irregularidades nas campanhas do PSL quando era presidente nacional do partido. (Fonte: R7)
  • PSD promove evento de filiação em Osasco

     

    O PSD de Osasco realizou na noite desta segunda-feira, 09/03, um grande evento de filiação ao partido,  com a presença de Gilberto Kassab, presidente nacional da legenda, de Alda Marco Antonio, coordenadora do PSD Mulher, e do prefeito de Osasco, Rogério Lins (Podemos).

    PSD de Osasco filiação

    Dentre os novos filiados, o PSD recebe nesta noite os vereadores Ribamar Silva, presidente da Câmara Municipal, Ricardo Silva, que deixa o Republicanos 10 (antigo PRB), e o ex-vereador, Dr. Renato Bonin.  Em Osasco, o PSD é presidido por Lau Alencar.

Quem somos

Notícias & Opinião é um site de notícias gerais editado pela Empresa Jornalística Notícias de Paz Ltda - EPP, a partir da Capital e região Oeste da Grande São Paulo.

Como o próprio nome diz, aqui você vai encontrar notícias, entrevistas, artigos, crônicas e opinião sobre política, economia, educação, cultura e esporte, dentre outros temas do nosso dia-a-dia.