Print this page
Mau sinal para Aécio: STF mantém prisão de sua irmã, Andrea Neves

Mau sinal para Aécio: STF mantém prisão de sua irmã, Andrea Neves Featured

 

Depois de ser afastado de suas funções no Senado pelo ministro do STF, Edson Fachin, e também da presidência do PSDB, o senador Aécio Neves (MG) sofreu mais uma derrota na Justiça. Na terça-feira, a 1ª turma do Supremo Tribunal Federal votou pela manutenção da prisão de Andrea Neves, irmã do senador mineiro. 

Votaram pela manutenção da prisão os ministros Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux. Marco Aurélio (relator do processo) e Alexandre de Moraes votaram pela liberdade da acusada.

No início da sessão, a subprocuradora-geral da República Claudia Sampaio defendeu a manuntenção da prisão da irmã de Aécio. “Como dizer à sociedade que essa conduta não tem relevância e não merece prisão preventiva”.

Segundo ela, se o STF conceder liberdade a Andrea, é melhor “abrir as portas das cadeias e livrar todo mundo”. “Tem gente que por muito menos está preso. Aí vem uma senhora rica e pede R$ 2 milhões e ninguém faz nada?”, questionou.

O advogado de Andrea Neves, Marcelo Leonardo, defendeu a liberdade. “Deixar claro que uma eventual nova decisão não significa necessariamente reconsiderar decisão proferida pelo ministro anteriormente relator, porque em matéria de prisão preventiva, a decisão não tem força de coisa julgada e sempre. Mudada a situação fática da pessoa que é submetida à prisão preventiva, é perfeitamente possível modificar uma nova decisão” disse. Na próxima semana, a 1ª turma do STF volta a julgar o processo, onde o Procurador-Geral da República pede a prisão de Aécio Neves. (Fonte: EXAME)

000

About Author